segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Dos "Cadernos de Poesia": La Vida Es Un Milagro, Por Supuesto



A vida deve continuar
como aquela luz que não se esvai
como aquele show que jamais findasse
a vida deve, sim, continuar
até se confundirem o vivido e o sonhado -
os livros apenas escritos
e a biblioteca dos sonhos:
eu poderia jurar que estavas lá -
cerrando um pouco os olhos, eu
te traria de volta; mas hoje
as estrelas estão nervosas,
mal cabem na pele da noite
imantada por páginas sem poesia;
e eu desejo apenas voltar para casa,
para minha casa às margens da alegria.


Words by Lívia Soares
Image: collage by Alexis Anne Mackenzie



7 comentários:

Divinius disse...

Muito bonito*:)

Graça Pires disse...

"hoje as estrelas estão nervosas,
mal cabem na pele da noite"
Mas a vida é um milagre, sim.
Gostei muito do poema.
Um beijo.

em SP disse...

que pena

victor lopez ruiz disse...

Muchas gracias como siempre Livia y contento de que estemos en contacto y de tu visita a mi blog que es tambien el tuyo, tus trabajos como siempre magnificos y llenos de sensibilidad, sentido, sentimientos y calidad.

Un fuerte abrazo

Victor

mdsol disse...

sempre as palavras elegantes e sentidas.
:)

Mésmero disse...

Dei uma espiada ligeira e gostei do que vi.

Voltarei!

jorge disse...

Livia,
Depois de um poema escatológico em meu Blog, recebo em troca a sensibilidade de sua escrita.
Seja bem vindo o branco sobre o torvelinho!

Um abraço,

Jorge Elias