quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Dos "Cadernos de Poesia": Please Do Not Feed The Wise Virgins



Dedicated to Mr. Leonard Woolf,
an ideal husband


Como é que a sabedoria vai parar num livro?
Ela se encolhe para caber na página?
Ela se disfarça para penetrar no reino das palavras?
Ela encena a própria diluição na verborréia?
Como é que a sabedoria consegue encriptar-se e esperar?
Pois os livros estão no meio do mundo, às cegas. 
Dependem da bondade de estranhos - desocupados 
e desocupadas que passam a vida a ler.
E são tantos os paradoxos tentadores, tão densa a trama 
dos silogismos nos salões, que a sabedoria, humildemente
avessa às armadilhas sibilinas, desliza para dentro
de um volume onde se lê, em letras mínimas,
quase invisíveis, bem abaixo de título e subtítulo:
leitura desaconselhável para meninas.


Words by Lívia Mara Soares

Image: "Owl Girls", collage by 
Amy Alice Thompson

7 comentários:

Graça Pires disse...

Um poema cheio de sabedoria.
Beijos.

Vieira Calado disse...

O livro, em si mesmo,

é a outra parte do autor!

Bjs

Márcia Maia disse...

"E são tantos os paradoxos tentadores, tão densa a trama
dos silogismos nos salões, que a sabedoria, humildemente
avessa às armadilhas sibilinas, desliza para dentro
de um volume onde se lê, em letras mínimas,
quase invisíveis, bem abaixo de título e subtítulo:
leitura desaconselhável para meninas."

Esses versos são simplesmente fantástcos, Lívia.
Que grande poema.
beijo por ele.

batista disse...

Bom descobrir esse espaço. Parabéns!

Deixo um abraço fraterno... que não dispensa a humilde Sabedoria de perceber a importância dos gestos.

Amanda Cecilia disse...

Gosto de ler e escrever. Gosto de como vc escreve. Este texto me fez lembrar o dia em que no Rio entrei na livraria da Travessa e eram tantos títulos que senti-me triste. foi um pesar enorme não dar conta nem por sonho de todos aqueles livros. Mas é assim mesmo. Já vale quando um texto nos satisfaz. Um abraço e muito obrigada pelos pousos no meu casulo.

livia soares disse...

Graça, Vieira, Márcia, Batista e Amanda: grata pela leitura atenta e pelos comentários.
Um abraço.

Vieira Calado disse...

Vim ver se havia novidades.

E encontrei.

O blog continua muito interessante.

Saudações poéticas